(21) 96755-2523

Ruínas e orla de praia em Mangaratiba serão revitalizadas


Publicado em 16/10/2020

 A Casa da Cultura de Paraty foi reaberta ao público esta semana e um dos objetivos das novas exposições é mostrar as particularidades que tornam o município um lugar extraordinário no mundo, a ponto de ser reconhecido pela Unesco com o título de Patrimônio Mundial, como sítio misto – Cultura e Biodiversidade.


O retorno das atividades da Casa está pautado na obtenção do título, que deu início a um processo de reposicionamento e atualização da instituição. Hoje, para além do seu valor já manifestado do ponto de vista simbólico, de identidade e educativo, a Casa da Cultura deseja ser uma propulsora do Patrimônio.

Nas exposições “Paraty, Cultura e Biodiversidade”, “Caminhos do Mar”, “Farinha da Terra”, “Saberes e Fazeres: Armazém Paraty” e    “Cirandeiros de Paraty: retratos de caiçaras por um caiçara”, construídas em parceria com a Prefeitura de Paraty, por meio da secretaria municipal de Cultura, os visitantes têm  a oportunidade de viver a   experiência de imergir na cultura viva e natureza exuberante da cidade.

Entre as novidades deste novo ciclo está a cartografia de saberes e fazeres de Paraty, que irá mapear ofícios e conhecimentos tradicionais, dos povos caiçara, quilombola e indígena, de forma colaborativa, com a participação do público.

Através de indicações feitas pelo site da Casa da Cultura será possível localizar onde estão os nossos artesãos, casas de farinha e a agricultura familiar, riquezas que   estão por todo o território.

Seguindo os protocolos de saúde, a Casa da Cultura está pronta para celebrar o Patrimônio Mundial e convida a todos para descobrir mais sobre ele em uma visita guiada. É preciso realizar um agendamento prévio.