(21) 96755-2523

Vítimas de violência vão aprender defesa pessoal através de projeto


Publicado em 21/05/2021

 A partir do dia 25, a Prefeitura de Nova Iguaçu irá promover um projeto que ensinará defesa pessoal às vítimas de violência. Trata-se da Oficina Mulher Livre, uma parceria entre as secretarias municipais de Assistência Social e de Esporte e Lazer que ensinará jiu jitsu e kickboxing às mulheres, além de oferecer atendimento, acolhimento e empoderamento feminino.


A oficina terá quatro núcleos, sendo três deles nos Centros de Referência e Assistência Social (Cras) de Austin, Vila de Cava e  Miguel Couto e um na Coordenadoria de Políticas para Mulheres (CPM), no Centro. As aulas serão ministradas pelos professores Rafael Pereira (kickboxing) e Glaciane Axt (jiu jitsu) e acontecerão sempre às terças ou quintas-feiras (dependendo do núcleo). Após a prática das artes marciais, as mulheres poderão participar de grupos de reflexão com assistentes sociais, psicólogos e advogados. A oficina terá seis meses de duração.

 ”Nosso objetivo é oferecer um serviço de convivência e fortalecimento de vínculos, proporcionando o aprendizado das artes do jiu jitsu e do kickboxing e ajudar as mulheres a superarem a violência e violação de seus direitos”, explica a secretária da SEMAS,Elaine Medeiros, esclarecendo que a finalidade da oficina não é gerar um revide da mulher agredida. “Nosso intuito é que ela use as técnicas adquiridas para manter-se viva e romper o ciclo de violência”.

Por conta da pandemia, vão ser abertas somente 15 vagas por núcleo, para que seja possível cumprir com as regras de ouro que evitam a disseminação da Covid-19. Futuramente, o projeto-piloto deverá ser levado para todos os Cras da cidade e ter 40 alunas em cada um dos núcleos.