(21) 96755-2523

Alunos da rede municipal vão ter auxílio de livros didáticos e apostilas


Publicado em 05/03/2021

 A secretaria municipal de Educação de Nova Iguaçu começou uma nova etapa do ano letivo de 2021. Os mais de 65 mil alunos da rede terão o auxílio de livros didáticos e apostilas e poderão ser feitas via internet. A Prefeitura de Nova Iguaçu ainda não definiu data para a retomada das aulas presenciais.


O ano letivo no município teve início em 4 de fevereiro, também de forma remota, com o acolhimento de professores, alunos e responsáveis. Neste segundo momento, as atividades continuam sendo somente remotas, com entrega de material impresso nas escolas e acompanhamento à distância, a exemplo do ocorrido ao longo de praticamente todo o ano de 2020, em função da pandemia da Covid-19.

Enquanto as aulas presenciais não são retomadas, todos os alunos da rede, da Educação Infantil à Educação de Jovens e Adultos (EJA), receberão apostilas mensais com atividades e exercícios que deverão ser resolvidos em casa e devolvidos às escolas para que sejam corrigidos pelos professores. Além do material impresso, os estudantes poderão acessar o conteúdo desenvolvido pela SEMED via internet. Eles também receberão kits com livros do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

Quando as atividades nas escolas retornarem, os estudantes, professores e demais profissionais que trabalham nas escolas terão um ambiente mais confortável e seguro. Mais de três mil ventiladores estão sendo instalados nas 141 escolas e creches da rede municipal. Cada uma delas terá também um bebedouro de torneira para que não haja contato da boca dos usuários com o equipamento. Além disso, cada estudante receberá um squeeze e máscaras de proteção.

“Nossos alunos só voltarão a ter aulas presenciais quando houver vacinação para todos, o que garantirá a segurança deles, de suas famílias e dos profissionais de educação”, afirmou o prefeito Rogerio Lisboa. “Sabemos dos problemas causados pela pandemia em nossos alunos, que estão sem frequentar as escolas desde 16 de março do ano passado, mas o importante é a preservação e a valorização das vidas”.